Algures

Classe gramatical: advérbio
Separação silábica: al·gu·res
(alg[um] + [alh]ures)

1. Em alguma parte (ex.: vão encontrá-lo algures).
2. Alguma parte (ex.: ele regressou  pouco de algures).

ALGURES é uma estrutura de criação, formação de públicos e programação, fundada em 2008 com a direcção artística de Susana Cecílio.

Desdobra-se em projectos de cariz interventivo, com criações que refletem sobre a vida contemporânea, utilizando suportes e linguagens diversificadas, como o teatro narrativo, o teatro físico e o clown.

É uma estrutura consciente do seu papel e do impacto para a cidadania, por isso além de criar espectáculos que cruzam repertórios da literatura popular com a literatura erudita, programa com regularidade, abrangendo públicos diversos e contextos menos evidentes. A versatilidade do teatro narrativo tem permitido aos seus criadores regulares representarem Portugal e a língua portuguesa em festivais internacionais.

A partir de 2013 a Algures afirma-se como entidade de criação, pautando-se por uma linha artística focada na ´palavra’, no teatro narrativo, spoken word, clown e na mediação cultural.

Assume, igualmente, um maior protagonismo na cena teatral portuguesa no âmbito das novas dramaturgias, tanto no que diz respeito ao convite a escritoras/es para a criação de novos textos para as novas criações, quanto à própria lógica de programação, privilegiando espectáculos com dramaturgias autorais.

Entre 2008-12, a sua principal actividade incidiu na área da formação artística, gerindo o Espaço Evoé e na investigação teatral, desenvolvendo trabalhos sobre a palavra, o corpo e a narração.

Através da criação de parcerias com associações artísticas e com instituições de programação e de cidadania a Algures solidifica o seu trabalho, reforça a relação com o Alentejo e estende-se a outros territórios, sem descurar a sua cidade-sede, Lisboa.

Procura garantir o acesso das populações a actividades artísticas e tem uma preocupação acerca da descentralização da oferta cultural, promove a inclusão e a coesão social para um desenvolvimento equilibrado das comunidades que habitam os territórios urbanos, rurais e periféricos.

A ALGURES tende a aproximar-se cada vez mais da ideia romântica de companhia, onde cada interveniente tem uma responsabilidade específica, mas todos/todas/todes contribuem e potenciam o projecto como um todo, oferecendo as suas capacidades ao serviço da teia artística e cultural da qual fazemos parte.

CONTACTE-NOS

Direção Artística

Susana Cecílio

+351 917 722 180

aalgures@gmail.com

Comunicação

Poliana Tuchia

+351 912 385 508

comunicacaoalgures@gmail.com

X